Há quem fale mesmo de uma "bomba demográfica" pronta a explodir?

Aos olhos dos ideólogos da segurança demográfica, ser numerosos significa ser pobres. Mas a bomba do 3.° milénio é a pobreza dos países do Terceiro Mundo, não os pobres. Aqui, como noutras casos, é necessário não errar no diagnóstico, nem confundir o efeito e a causa.

a) Não se suprimem as causas da pobreza esterilizando os pobres – tal como não se remedeia a doença através da eutanásia dos doentes. Para remediar as causas da pobreza, é urgentíssimo que todas as crianças que nascem recebam uma educação que lhes permita, uma vez adultos, fazer face às suas necessidades, e é para isso que precisam de ajuda.

b) É bem difícil encontrar exemplos históricos de um desenvolvimento que se tivesse seguido a uma queda da natalidade.

c) No Brasil, de 1960 a 19990, a taxa de fecundidade geral, ou seja, o número anual de nascimentos em relação ao numero de mulheres em idade de procriar passou de 6,3 para 3,13; a taxa de crescimento demográfico passou de 2,89% para 1,8%. Pode-se dizer que, no mesmo espaço de tempo, a pobreza tenha diminuído da mesma forma?

blint.gif (141 octets) Página seguinte.

blint.gif (141 octets) Voltar na página "Os aspectos demográficos".

blint.gif (141 octets) Voltar na página "Índice geral".