Os EUA não conhecem também uma queda demográfica comparável à da Europa?

Apesar das aparências, do ponto de vista demográfico a situação dos Estados Unidos da América é diferente daquela em que se encontra a Europa. Antes de mais, o seu índice sintético de fecundidade de 2,0 é sensivelmente superior ao da Comunidade Europeia, onde este não passa de 1,51. Além disso, é sabido que esta fecundidade difere segundo os grupos étnicos. Ela é, por exemplo, mais elevada entre os Negros ou os grupos de origem latino-americana, do que entre os WASP (ou seja, os "brancos, anglo-saxónicos e protestantes"). Note-se também que a pirâmide de idades nos EUA é mais equilibrada e a proporção de jovens mais elevada que na Europa.

É ainda necessário frisar que os movimentos em favor da vida humana são muito mais activos e melhor organizados nos EUA que na Europa. A sua influência sobre os media é muito importante; os votos dos seus membros pesam na altura das eleições; estes movimentos demonstraram já várias vezes o uso temível do boicote, contra as firmas farmacêuticas. Presidentes recentes, como Reagan e Bush, tiveram de os ter em linha de conta.

blint.gif (141 octets) Página seguinte.

blint.gif (141 octets) Voltar na página "Os aspectos demográficos".

blint.gif (141 octets) Voltar na página "Índice geral".