A despenalização do aborto e a liberalização que na prática dai decorre fazem então pesar sérias ameaças sobre a nossa sociedade?

A filósofa Simone Weil (1909-1943) escrevia a Bernanos: "Quando as autoridades temporais e espirituais colocam toda uma categoria de seres humanos à parte daqueles cuja vida se preza, matar torna-se a coisa mais natural para o homem. Quando se sabe que é possível matar sem incorrer em castigo ou sofrer reprovação, mata-se, ou, pelo menos, rodei-se os que matam de sorrisos encorajados. Se, por acaso, no começo de experimenta alguma repulsa, guarda-se silêncio e bem depressa se abafa com receio de ser acusado de faltar à virilidade."1

_____________________________________________________________

  1. Citado, entre outros textos igualmente interessantes, por Jacques Verhaegen na rica recolha que organizou sobre Licéité en droit positif et références légales aux valeurs, Bruxelas, Bruylant, 1982. Os excertos encontram-se nas pp. 158-167; a nossa citaçao é da p. 166.

blint.gif (141 octets) Página seguinte.

blint.gif (141 octets) Voltar na página "Resumo e conclusões".

blint.gif (141 octets) Voltar na página "Índice geral".