Além das razoões enunciadas, haverá razões particulares que incitem os Cristãos a promover o respeito pela vida?

A moral cristã subscreve sem reservas a "regra de ouro" da moral universal: "Não faças aos outros o que não desejarias que te fizessem".

Alem disso, o Cristão não se interroga sobre quem é digno de ser o seu próximo; o que ele pergunta a si mesmo é como pode fazer-se próximo dos outros (cf. Lc 10, 25-37).

Enfim, o Cristão crê que as forças do mal estão activas no mundo e que foi para delas salvar todos os homens que Jesus veio à Terra. Pela sua violência, as campanhas a favor do aborto e da eutanásia visam atingir o homem, mas visam igualmente Deus. Impotentes para destruir Deus, as forças do mal querem destruir o homem, que é a imagem viva de Deus do princípio ao fim da sua vida terrena. Para o Cristão, todos os homens receberam a existência do mesmo Deus e é por isso que são irmãos. Por consequência, qualquer homem deve ser não apenas respeitado mas amado, porque manifesta algo da bondade e da beleza de Deus e porque está destinado à vida eterna.

blint.gif (141 octets) Página seguinte.

blint.gif (141 octets) Voltar na página "Resumo e conclusões".

blint.gif (141 octets) Voltar na página "Índice geral".