A moral conjugal da Igreja não é natalista?

A moral conjugal da Igreja é fundamentalmente aberta ao acolhimento da vida, mas isso não significa que a Igreja seja energeticamente natalista. No seu ensinamento constante, a Igreja recomenda a paternidade responsável. A Igreja não pede aos Cristãos que tenham o máximo possível de filhos, mas pede-lhes que tenham todos os filhos que possam razoável e generosamente acolher e educar, nas circunstâncias reais da sua vida.

blint.gif (141 octets) Página seguinte.

blint.gif (141 octets) Voltar na página "A Igreja e a demografia".

blint.gif (141 octets) Voltar na página "Índice geral".