Não estará a Igreja a negligenciar completamente os problemas demográficos quando enuncia os seus belos princípios sobre o desenvolvimento?

A Igreja diz que é inadmissível que, no estudo do desenvolvimento, se ponha o acento tónico na importância da factor demográfico e que se queira agir principalmente sobre este, sem querer mudar os outros em profundidade. É inadmissível que se esteja muito menos disposto a tocar noutros parâmetros. Que parâmetros, por exemplo? As despesas excessivas com armamentos e burocracias pletóricas; insuficientes para o ordenamento do território, a agricultura, a saúde; irrisórias para e educação. Sem entrar noutras considerações, a Guerra do Golfo, por exemplo, custou um bilião de dólares por dia.

blint.gif (141 octets) Página seguinte.

blint.gif (141 octets) Voltar na página "A Igreja e a demografia".

blint.gif (141 octets) Voltar na página "Índice geral".