Nos debates sobre a legalização do aborto, por vezes houve quem pedisse que o Estado desculpabilizasse o aborto. Que significa este termo?

Não contentes com o facto de Estado legalizar o aborto, há quem espere que o Estado desculpabilize, que lhe retire toda e qualquer conotação que evoque uma culpa.

a) A própria palavra usada revela a percepção confusa de que o Estado, tal qual é concebido na nossa civilização, ultrapasse a missão que lhe está confiada quando liberaliza o aborto. Então, não hesitam em pedir a esse mesmo Estado uma intervenção que implica não apenas um aumento das suas atribuições mas também uma mudança profunda na sua própria natureza. O Estado ao qual se pede que diga o que é bem e o que é mal, que diga quem pode viver e quem pode ser eliminado, é um Estado empurrado pelos seus próprios cidadãos no sentido de uma deriva totalitária. A censura atinge aqui, não só a expressão da verdade, mas a verdade em si mesma.

b) Instaura-se, assim, uma nova linguagem. É o triunfo do discurso ideológico perante o qual se devem curvar a realidade e os comportamentos. Pode-se eventualmente, não acreditar neste discurso ideológico – mas actua-se de acordo com ele. Esta nova gíria provoca uma perversão da razão e da consciência moral que arrasta, por sua vez, à destruição do sentido de justiça.

choucho.gif (5183 octets)

blint.gif (141 octets) Voltar na página "A legislação".

blint.gif (141 octets) Voltar na página "Índice geral".