A prática do aborto não irá modificar a imagem da medicina?

A legalização e a "medicalização" do aborto desencadeiam uma mudança radical na concepção que existe do médico e da medicina.

O médico que se vale da legalização do aborto pode ter a impressão de prestar um serviço à sua paciente quando nela pratica um aborto. Mas é permitido propor algumas interrogações quanto à sua atitude.

Daqui a necessidade de que cada médico divulgue, sem ambiguidades, a sua posição perante o respeito pela vida e a sua posição perante o poder político. E a necessidade de que os médicos que são servidores incondicionais da vida se organizem no plano internacional. Dar-se a conhecer é indispensável para ter credibilidade.

blint.gif (141 octets) Página seguinte.

blint.gif (141 octets) Voltar na página "Os actores: médicos e magistrados".

blint.gif (141 octets) Voltar na página "Índice geral".