Esta mutação aproveita a algumas nações em particular?

O relatório do National Security Council, preparado em 1974 sob a direcção de Henry Kissinger, oferece sobre este ponto uma luz perturbadora (http://www.population-security.org/28-APP2.htmlhttp://www.africa2000.com/SNDX/nssm200all.html). Secreto até 1989, este relatório considera indispensável para a segurança dos EUA, pôr em prática uma política de controle demográfico nos países do Terceiro Mundo. Ao lado da pílula e da esterilização, é também mencionado o aborto.

O relatório, além disso, faz também subtilmente notar que

"Os Estados Unidos podem minimizar a suspeita de ceder a uma motivação imperialista, que se encontraria por detrás do apoio que dão às actividades demográficas. Para isso, é necessário repetir frequentemente que a posição norte-americana provém de uma dupla preocupação, a saber:

a. o direito de cada casal determinar livremente e de forma responsável o número de filhos, e o espaçamento entre eles, assim como o acesso à informação, à educação e aos meios necessários para agir de tal modo; e

b. o desenvolvimento fundamental, social e económico de países pobres, nos quais o rápido crescimento da população é simultaneamente causa e consequência de uma pobreza propagada."1

______________________________________________________________

  1. Relatório, p. 115. Ver também, no mesmo Relatório, pp. 22, 101, 117, etc.

blint.gif (141 octets) Página seguinte.

blint.gif (141 octets) Voltar na página "As organizações internacionais".

blint.gif (141 octets) Voltar na página "Índice geral".