Não é chocante que se sugira um paralelo entre os verdugos do regime nazi e os abortadores dos nossos dias?

As pessoas imaginam muitas vezes que o nazi típico é um indivíduo feroz e sanguinário. Este tipo de nazi existiu, é certo, e indivíduos ignóbeis rivalizaram no requinte da humilhação, da tortura e nos diversos modos de infligir a morte.

Mas o nazi clássico não era geralmente um ser brutal e cruel. Na sua maioria, os nazis eram pessoas aparentemente sem história, como a maioria das pessoas de hoje em dia. Eles tinham simplesmente entrado tranquilamente no "sistema". De concessão em concessão, de cobardia em cobardia, e por interesse, tornaram-se zelosos funcionários do regime. Ao executarem as ordens, acreditavam executar o seu dever.

O maior perigo que a liberalização do aborto faz pesar hoje sobre as nossas sociedades, não deve ser procurado antes de mais nas acções de indivíduos notoriamente cínicos e impiedosos. Ele encontre-se na falta generalizada de coragem perante a "banalidade do mal".

choucho.gif (5183 octets)

blint.gif (141 octets) Voltar na página "Rumo ao ultranazismo?".

blint.gif (141 octets) Voltar na página "Índice geral".