Não se observa que uma das causas frequentes do aborto é o pai não querer assumir as suas responsabilidades em relação à criança?

Esta questão põe em destaque uma certa cobardia masculina, e a complacência discriminatória da lei em relação aos homens. Acontece que, em geral, uma das causas mais frequentes do aborto é que o pai não quer assumir as suas responsabilidades em relação à criança.

Será esta uma razão para encorajar as mulheres à prática do aborto? A lei, que deve proteger a criança, deve também proteger a sua mãe e qualquer mulher. As mulheres em dificuldades não esperam a supressão dos seus bebés, mas que as ajudem. Com a nossa atitude de acolhimento, poderemos contribuir a tornar qualquer maternidade numa fonte de grande alegria.

blint.gif (141 octets) Página seguinte.

blint.gif (141 octets) Voltar na página "A violacão".

blint.gif (141 octets) Voltar na página "Índice geral".