Hermafrodismo

O hermafrodismo define-se pela juxtaposição, num mesmo indivíduo, de caractères sexuais macho e fêmea.  Opõe-se à separação completa entre os sexos ou gonocorismo.

O hermafrodismo pode se encontrar occorrer naturalmente, acidentalmente ou experimentalmente.

O hermafrodismo natural oferece multiplos exemplos.  Existem classes inteiras de animais normalmente hermafroditas: tal é o caso dos Turbelarios, dos Trematodos, dos Cestodos, dos Oligochetes, dos Hirudinos, dos Crustaceos cirripedes, de alsguns Moluscos (Gasteropodes opisthobranquios e pulmonados), etc.  Na maioria dos casos, a autofecundação, ou seja a fecundação dos ovos pelos espermatozoïdes do mesmo animal, não é a regra, e a reprodução dedepende do acasalamento de individuos diferentes.

Por vezes os elementos macho e fêmea se encontram misturados na mesma glândula (ovotestis), e por vezes as glândulas macho e fêmea permacem distintas.

O hermafrodismo natural até existe em alguns Vertebrados, se bem que sob uma forma menos evidente. Nos sapos macho existe um ovário rudimentar situado por cima do testiculo, conhecido sob o nome de orgão de Bidder.  Foi demostrado que em certas condições experimentais este orgão pode transfomar-se em ovário.  Da mesma maneira, nos pássaros, a gonada direita não é um ovário; é um simples rudimento de gonada macho que, na galinha, após ablação do ovário esquerdo, é susceptível de se transformar em testículo (J. Benoit).

E bastante difícil traçar o limite entre o herlmafrodismo natural e o hermafrodismo acidental, porque em certos grupos de animais, o hermafrodismo, sem ser constante, reproduz-se com uma frequência mais ou menos importante: tal é o caso em certos crustáceos decapodes, certos Anelideos polychetes, nas Ostras, Isopodes; e nosVertebrados, em certos peixes ossosos como o Harenque, o Bacalhau, as Cavalas, etc.).

Fala-se de hermafrodismo realmente acidental quando surge excepcionalmente em espécies normalmente gonocoristicas.  Por exemplo, acontece que nas rãs castanhas, um testículo mais ou menos evoluido se junta a um ovário ou aos dois, ou ao invés que um ovário rudimentar se posiciona sobre o testículo.   Nos Mamíferos, o hermafrodismo ainda é mais excepcional. Produz-se com uma frequência relativa em certas espécies, como é o caso do Porco, no qual pode acontecer haver um testículo de um lado e um ovário do outro.  O Homem não escapa a este tipo de anomalia.

Regresso ao Indice