A Manutenção

Eu fiz esta pequena página sobre a manutenção de Pomacea Bridgesii porque numerosos problemas se apresentam depois do aquariofilo ter obtido os seus exemplares;

E necessário saber que se o nosso "apple-snail" (pequena alcunha dada em virtude da sua apetência particular para as maçãs ... Se bem que nem todos parecem apreciar este alimento) se adapta a quase todos os tipos de aquário e de água, ele apresenta uma preferência por uma água ligeiramente ácida (PH < 7).

Um aspecto me parece suficientemente importante para repetir o que se segue é o nível de "poluição" da água (nível de nitratos):  os caracois de água doce NÃo APRECIAM A POLUIÇÃO.Quer tenham a reputação de serem algivoros, detritivoros, vegetarianos, homnivoros ... NÃO SÃO LIMPADORES DO AQUARIO, eles não resolverão os problemas de lixo que jaz no fundo do vosso aquario ou de algas que invadem as plantas.   No entanto, eles representam uma boa solução para conter a tendência de certas algas de colonizar o aquario; eles podem igualmente servir para medir a qualidade do aquario (todo o aquariofilo já foi surpreendido um dia por uma migração massiva de melanoïdes para a superfície - indicador infalível de falta de oxigénio em solução na água)..

Apesar de sua concha, os caracois de água doce têm seus predadores naturais (tetraodons (peixe-caixa), botias, caranguejos, alguns camarões, ...); eles são relativamente sensíveis à presença destes predadores, que vai condicionar seu comportamento, longevidade e ciclo vital.

Por exemplo, as "ampulárias douradas" possuem soberbas antenas que são do mais belo efeito quando estendidas.  Os predadores oportunistas (qualquer peixe se tem fome) são suscetíveis de tentar abocanhar essas antenas, o que terà por consequência uma mudança no comportamento das ampulárias.  Elas não vão mais estender suas antenas e ficarão numa posição defensiva (corpo dentro da concha, antenas para dentro, movimentos raros e mais lentos, reprodução inexistente, côres que empalidecem, etc ...) e à termo elas morrerão.

Pomacea Bridgesii tem uma característica desconhecida, ela hiberna.  Ela tem uma necessidade natural de se enterrar na lama anualmente; se ela não pode satisfazer a esse imperativo, é possível que viva muito menos tempo.  A duração deste periodo é difícil de determinar (alguns dias a algumas semana) e convém verificar a presença do opérculo que fecha a concha.  A presença deste atesta da boa saúde da ampulária. A única coisa a fazer neste periodo é deixa-las dormir em paz. Após esse repouso, elas simplesmente sairão da concha ae continuarão sua vida como se de nada fosse; providencie no entanto uma boa refeição, elas estão famintas.

Este 0ltimo parágrafo é importante por que diz respeito à fama da ampulária dourada:  esta apelação esconde dis tipos de Pomacea, os dois são dourados mas têm um comportamento alimentar muito diferente quando à flora do aquário.  Pomacea Bridgesi não desdenha os vegetais mas mostra uma preferência marcada pelas sobras de comida (flocos caidos no fundo aquario, comprimidos de spirulina, ...) e as algas; Pomacea Canaliculata (variedade dourada) adora todos os vegetais, quer seja alface, algas ou plantas aquáticas.  A diferença entre estas duas espéces não é fácil de estabelecer, o que muito frequentemente conduz o aquariofilo a desdenhar Pomacea Bridgesi.  Em princípio, o corpo de P. Bridgesi é c^r de rosa ou alaranjado - O corpo de P. Canaliculata é castanho azulado.

Regresso à Página Anterior