Neritina natalensis

Cocha virada, o caracol começa a aparecer. As Neritinas podem levar a cabo uma extensão do corpo, de maneira a conseguir virar-se. Cpnseguiu virar-se, agora é a beleza da concha que está em evidência.

Família dos Neritinidae

Sub-família: Neritina

Origem: Africa do Sul

Nome cientifico: Neritina natalensis (Reeve, 1845)

Tamanho: 2 cm

Respiração: aquática, por guelras

Temperatura:  22 a 26°C

Utilidade: consumidor de algas

 Particularidade: os sexos são distintos.

Os ovos são depositados em qualquer superfície sólida (plantas, pedras, vidro, ...), o desenvolvimento dos juvenis é muito lento.

Esta espécie de Neritina parece ser uma das raras que vivem em água doce.

 

Os ovos, sobre uma raiz tipo "Mopani" coberta de algas.

A posição do radula indica claramente que este caracol come algas.

Outra foto, só pela vista.

Sumário